Entre tantas paixões e amores um continua inabalável desde minha adolescência, quando ouvi pela primeira vez o baixo ao fundo desse ritmo mágico e cadenciado, que é o Reggae em sua essência. Nasci em Belém do Pará, então nada estranho, já que os ritmos que lideram por lá são esses mesmo os caribenhos, africanos e indigenas resultando em uma miscegenação de ritmos, aliás, meu pai adorava merengue, o ritmo, não a guloseima rsrsrs....Eu estava preparada ouvi a voz de Jah e sou fiel a ele desde então, e lá se vão 30 anos acompanhando tudo que se passa no universo Rastafari. Tenho muito orgulho desse meu lado reggaeira, sempre fui conhecida como a filha de Jah ou filha do Rasta, nicks que sempre usei na internet. Em agradecimento a tudo de bom que recebo de Jah resolvi reuni tudo o que a ele se refere em especial dou destaque a Robert Nesta Marley, cujas composições, sua biografia, enfim selou de vez esse pacto de amor que tenho com o Reggae. Quando meus filhos e amigos comungam comigo desse amor incondicional que tenho pela Jamaica, pela África e sua história de dor e preconceito, lágrimas me vêm aos olhos, saber que através de mim, outros estão tendo a oportunidade de conhecer, amar e respeitar os Rastas no sentindo mais amplo da palavra. Jah!!!

Rastafari I yeahaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

Elsy Myrian Pantoja

Uma Filha de Jah

Seguidores

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

A Casa do Olodum




Casa do Olodum 18 anos a serviço da cultura cidadania e da igualdade

O imóvel que hoje abriga "A CASA DO OLODUM" está situado na Rua Gregório de Matos, 22 Pelourinho, na Cidade do Salvador, Estado da Bahia, no Brasil. É um imóvel que está diretamente ligado à história da rebeldia social e política do negro baiano.

Pois, foi construída entre os anos de 1790 e 1798. Ano da deflagração da Revolta dos Búzios na Bahia. Primeiro movimento político a pregar o fim da escravidão no Brasil e a República como forma de governo.

Este imóvel foi abandonado na década de 50, por uma família de origem espanhola que o tinha adquirido na década de 20.

Em 1985, o OLODUM comprou o imóvel, na época, completamente abandonado, em ruínas e destruído, para transformá-lo na A CASA DO OLODUM. O centro de fomentador de suas atividades, ações e do seu pensamento político e filosófico,

O projeto de reconstrução do imóvel coube à arquiteta Lina Bo Bardi, transformou por completo o seu interior, dando ao mesmo ares de modernidade e, manteve na fachada, todas as características do estilo colonial. A execução das obras de reconstrução foram feitas pela FAEC, empresa da Prefeitura Municipal do Salvador, que pretendia usar o projeto como base para a recuperação de outros imóveis seculares do Maciel-Pelourinho.

A reconstrução da Casa foi iniciada em 1987, na gestão do ex-Prefeito Mario Kertesz e paralisada várias vezes. Em 1990, as obras foram definitivamente reiniciadas com o apoio da construtora Góes Cohabita, com recursos próprios e provenientes da histórica gravação de um "vídeo-clip" com Paul Simon.

Em 25 de abril de 1991, "CASA DO OLODUM" foi inaugurada, em meio a uma grande, solenidade que contou com a presença do Prefeito de Salvador Fernando José. Sob a batuta do mestre Neguinho do Samba, a banda mirim da Escola Olodum executou o hino nacional brasileiro e animou a todos os presentes com o rufar contagiante dos seus tambores.

A Casa do Olodum representa sem dúvida, a concretização do sentimento de território e territorialidade para um bloco afro brasileiro, além de ter sido o primeiro espaço afro-popular a funcionar de forma dinâmica, objetiva e integrada.

A "CASA DO OLODUM" funciona normalmente de segunda a sexta-feira. Nela estão expostos mais de sessenta (60) quadros sobre a cultura negra mundial. São quadros sobre a cultura egípcia, a cultura rastafári, e a cultura afro baiana. Exibe também um Disco de Platina, ganho pela venda de mais de hum milhão de cópias do disco gravado com Paul Simon, discos de ouro e de prata da Banda Olodum pela vendas no Brasil, além de vários troféus recebidos em diversos países, pelo reconhecimento a luta contra o racismo.

Na CASA DO OLODUM composta de três pavimentos, funcionam: o Auditório Nelson Mandela, usado para cursos, seminários, palestras, e pequenas atividades de teatro e dança. Todas as salas têm nomes de personagens mundiais da luta contra o racismo, na Casa do Olodum funcionou um bar de Reggae funcionando de 1992 até 1997, hoje tem uma loja inspirada na loja do Congresso Nacional Africano – CNA, existente em Londres e na também na Loja de Spike Lee no Brooklin.

A Casa do Olodum é um importante ponto de encontro para militantes negros, artistas, produtores culturais, intelectuais e turistas, e ao longo dos anos tem servido de base para reuniões de lideranças políticas com lideranças populares e como local de intercâmbio entre estrangeiros e baianos.

Visitar a Casa do Olodum é uma oportunidade impar para observar o funcionamento de uma estrutura afro de administração dinâmica e para conhecer o que é o OLODUM, sua origem e suas ações. Espaço privilegiado de coletivas de imprensa para artistas relevantes tais como: Paul Simon, Spike Lee, Billy Paul e Alpha Blondy no auditório Nelson Mandela.

Em dezoito anos (1991/2009), "A CASA DO OLODUM" já foi visitada por mais de 200.000 (duzentas mil pessoas), entre estudantes, turistas, militantes negros, políticos, ministros, diplomatas, embaixadores, músicos nacionais e internacionais, dirigentes de instituições de Direitos Humanos, representantes de ONGs e líderes mundiais da luta contra o racismo

A CASA DO OLODUM é um símbolo vivo da cidadania. Em sua parte externa tremulam as bandeiras do Olodum, da Bahia e de países africanos. Todas juntas com suas fortes cores forma um conjunto harmônico da cultura do povo da diáspora africana.

A CASA DO OLODUM é equipada com uma estrutura moderna alegre e bonita. Representa um símbolo vivo da luta em prol da cidadania e, e é, um exemplo de empreendedorismo social e de amor e paixão ao bairro em que o Olodum nasceu há 30 anos


Texto do site do Olodum
Imagem Google







Um comentário:

  1. I absolutely admire your blog.I can see you are putting a lot of effort and hard work on your posts, I'm sure I'd visit here more often. You may also want to visit my site. It's about impersonator, acrobatics, unicycling, mentalist and a lot more about other forms of entertainment. Just check it out...

    ResponderExcluir

Nossas postagens são feitas através de pesquisas na Internet, dando os devidos créditos de origem. Aceitamos colaboração e sugestão através do email: elsymyrian@hotmail.com

Total de visualizações de página

Contador de postagens e comentários

Estatística deste blog:
Comentários em Postagens
Widget Templates e Acessórios

Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.